Quarta-feira, 24 de Setembro de 2008

Eu + Amiga + Voyeur


Tenho uma amiga de infância que não via há algum tempo e com quem me cruzei recentemente.

Apesar da distância sempre que nos encontramos é como se nos tivéssemos visto ontem...falamos imenso de tudo e mais alguma coisa....e rimos feitas loucas!!!

Nesse dia apeteceu-me levar a conversa para o campo sexual, conhecer um pouco das suas experiências. Subtilmente fui liderando a conversa introduzindo temas desde tamanhos
penis, sexo anal, vibradores, o que gosta de fazer, como, tentei percepcionar os seus mais secretos anseios.

Falou-me que não gostava de sexo anal porque lhe doía das poucas vezes que experimentara.Contou-me que teve apenas uma relação efémera depois do seu longo namoro ter terminado há 2 anos e que simplesmente sentia falta de sexo puro e duro!!!

A conversa foi descendo de nivel e subindo de interesse!

Indaguei se já tinha estado com uma mulher e se o admitia fazer. Confessou-me que a acontecer seria passiva pois disse que ninguém como uma mulher para saber onde e como nos tocar!! Ui!!! E eu respondi:"engraçado, a acontecer comigo só se eu fosse ctiva!!!
Aiiii! Isto prometia e já sentia um friozinho na barriga mas até o assunto aquecer ainda demorou um pouco.

Combinámos no dia seguinte ir a uma sex- shop. Sinceramente prefiro fazer compras do género comodamente em casa mas a situação em si poderia revelar-se interessante e, quem
sabe alguma coisa acontecia no marasmo da sua vida actual.

Ela queria um vibrador cor de rosa...mal sabia ela o "arsenal de brinquedos" que tenho em casa.

E lá fomos á nossa picante "excursão" pelo mundo do sexo. Atendeu-nos um senhor de meia idade e obviamente perguntou do que estávamos a procura.Ela iniciou o diálogo falando em
vibradores. E no meio da panóplia de cores, formas e tamanhos, eu com ar decidido disse ao senhor que queria um vibrador rosa choque, tamanho medio, enrrugado e semelhante ao pénis humano! O sacana olhou-me de alto a baixo e disse "sim senhor, tenho o que deseja!" com ar de engate. Foi buscar , ela concordou com a escolha, pagámos e saimos sem mais delongas.

Estava a anoitecer e convidei-a a beber uma bebida e continuarmos conversa em minha casa. A noite estava quente e por isso mal chegámos entreabri a janela e servi um cocktail
ligeiro.

Entretanto abrimos a caixa do vibrador para o olhar e tocar de novo e ela sorriu maliciosamente...não sei se pelo efeito da bebida se desinibiu mas vi naquele momento algo mais no seu sorriso e no seu olhar. Boa!!

Afinal conheciamo-nos bem e confiávamos uma na outra e isso seria uma mais valia no que podia acontecer .

Com este incentivo avancei sobre ela, sussurrando-lhe ao ouvido: " vamos experimenta- lo juntas??!!!!! Estamos sozinhas e ninguém saberá." Largou-se numa gargalhada esfusiante e
disse-me que há algum tempo que pensava em experimentar essa situação mas não tinha ninguém em quem confiasse.... "então aproveitemos" disse- lhe.

Pus de lado o vibrador para o momento mais quente (ainda agora começava a festa) e fui-lhe beijando o pescoço e mordiscando as orelhas ora suavemente ora sofregamente .
Devagar desci até aos seu mamilos levantados e suguei-os literalmente.

Beijei-a e mordisquei os seus lábios para sentir o seu doce sabor.

A minha língua continuou a percorrer o seu corpo lambendo e cheirando ate que me detive na sua gruta pequenina. Enfiei um dedo na sua bixana e já estava molhada, introduzi mais um dedo e e ela soltou o primeiro gemido. Com as duas mãos abri os seus labios e iniciei um lento vai-e-vem com a lingua, estavam sedentos de serem chupados.

Assim quentinha, disse-lhe para não se mexer e fui então buscar o vibrador. Desliguei-o e pedi-lhe que simulasse um "fellatio". Meteu-o todo na boca, chupou, lambeu, ate que me disse que o queria meter todo la dentro! Começei por o esfregar um pouco na sua bixana para a excitar ainda mais e, depois meti-o devagar ate a "encher" e começei a bombar. Aos gemidos sucedeu um sonoro orgasmo.

Entretanto passou-me pela cabeça que poderíamos usar o strap- on que tenho e gozar ainda mais. Tirei-o do armário e disse lhe:isto é que é uma festa completa!! Já vais ver! Pus o cinto, untei-a com o lubrificante e começei devagarinho a penetrar aquele generoso rabo.
Não estava a doer, dizia, pediu-me para não fazer mais perguntas e seguir. Aumentei a cadência das estocadas e novo orgasmo aconteceu. Continuei louca a cavalgar sobre ela, já também inebriada pelo prazer e em poucos instantes o meu orgasmo também sobreveio!!

Ela olhou-me e disse: "não imaginei que fosse tão bom!

Eu olhei de relance para a janela entreaberta e ....um vizinho de um predio contíguo no andar de cima, observava- nos e masturbava- se ! Deve ter gostado da festa! Para a proxima convido-o a juntar-se a nós lolol.

publicado por Contos dos Leitores da Atrevida às 17:27
link do post | comentar | favorito
Domingo, 17 de Agosto de 2008

Comida pelos Vizinhos


Chamo-me Lígia e vou-vos narrar a minha melhor noite de sexo. Eu vivo maritalmente com um homem, que eu considero ser muito boa pessoa. Mas na cama, é muito fraco. Tem orgasmo muito precocemente, e isso chateia-me, pois gosto de ser fornicada por muito tempo. Aqui no prédio onde vivo, mora um casal, que eu considero...sublime! – Ele é um espanto de homem. Maduro, moreno e muito alto e forte. Ela, ainda é nova. É loira e muito bem feita. É óbvio que fiz logo amizade com ela, passadas algumas semanas comecei a frequentar a casa deles. Das visitas lá a casa, até eu cair na cama deles, foi um instante! Num desses serões eu sentia-me entediada e só, pois o meu marido, o Jacinto estava no turno da meia-noite, e eu decidi subir até à casa deles para conversar um pouco. Entretemo-nos a ver um programa de televisão, que era igualmente chato, quando a Manuela começou a apalpar-me as mamas, depois beijou-me e jogou os seus dedos finos às minhas cuecas húmidas, libertando-as do meu corpo sequioso de sexo.

Oh, mas nós as duas, não estávamos sós, e não éramos as únicas a querer sexo. O marido dela, o Fernando, tinha acabado de sair do banho. Ele detinha-se enrolado num breve roupão turco, e não se fez esquisito em se juntar à “festa”, pois mergulhou logo a sua cara entre as minhas pernas, lambendo-me avidamente a coninha. Ui, que bem quer ele o fazia! A Manuela, serpenteava com a sua língua doida na minha, e descia até às minhas mamas, onde se demorava lascivamente. Seguidamente, ordenou ao Fernando que se estirasse no sofá, ao que ele obedeceu, colocando-se completamente ao dispor de nós duas. E, pela primeira vez pude constatar que ele era mesmo gostoso de morrer. Era peludo, e ostentava um corpo musculado, e quanto ao seu mastro...Que grosso e rubro, que ele era! A Manuela, maluca; começou a bater-lhe uma longa e demorada punheta para o entesar. Se o caralho dele já estava grande, ainda ficou maior; um gigante, depois das suas mãos o acariciarem meigamente. E foi gigante, que ela enfiou o caralho do seu marido na minha boquinha apertada, mas gulosa. Comecei a mamá-lo loucamente. Era ela que mo dava, para eu mamar. Era uma loucura. Mas ainda fiquei mais louca quando ele passou as mãos pelo minhas nádegas, e desceu até encontrar o meu buraquinho do cu, que seguidamente penetrou, com os seus dedos grossos, levando-me ao êxtase. Quanto mais eu o abocanhava, mais ele me penetrava. Ah, ele sabia fazer-me gozar. Em poucos minutos de sexo, eu percebi que ele era mestre na arte da cama. O meu marido, o Jacinto não passava de um aprendiz, comparado com este. Ohhh, vocês não imaginam o quanto eu o mamei!...

Tanto, tanto, que até me espumei toda pela boca, tal não era o volume do seu pau peludo e grosso. Mas a Manuela também ajudou, alternando a mamada comigo, tal não foi a orgia oral que fizemos. Mas ele manteve-se sem se vir! Qualquer homem ter-se-ia vindo nem um cavalo, após ser mamado por nós duas...mas ele não! O Fernando era um Patrão, na cama! Continuadamente, a Manuela convidou-me para eu montar o seu marido, ao que eu aquiesci com deleite e agrado. Eu não sei se consigo descrever o prazer que obtive, enquanto o marido dela me fornicava a ratinha quente, mas asseguro-vos que ele me pôs doida de tesão! A Manuela também não parava, e passava a sua língua por todo o meu corpo, como se eu fosse um gelado numa tarde quente de verão. - Ah, meus lindos!...mais, mais... – Gemi eu, obtendo vários orgasmos viscosos. -És uma grande putinha, sabias? – Sussurrava ele ao meu ouvido, deixando-me louca de tesão. Acto continuo, ele libertou-se de mim, e colocou-me em posição de suplicia, obrigando-me a permanecer prostrada com as nádegas completamente ao seu dispor.

E foi quando ele...oh, sim me penetrou por trás...LOCURA! -Ah, sim! No cuzinho é bom, Fernando...Mete-o todo! – Grunhi eu, completamente arrebatada pelo prazer. Estava possessa de tanto tesão no cu, e na cona! Ah, ele enrabou-me sim! Mas com um verdadeiro fidalgo. Deu-me muito prazer, fornicando-me com avidez, mas nunca me magoou! A Manuela manteve-se debaixo de mim, lambendo-me a coninha com vigor, levando-me à loucura, como nunca ninguém me tinha levado antes. Eles eram dois Olimpos do Sexo. Sabiam dar prazer! Por fim, ele veio-se, mesmo no meu cuzinho, e eu vim-me na boca da mulher dele, o que a fez chupar-me ainda com mais força. Foi um serão de loucura e deboche! Agora, posso-vos revelar que passo muitos serões em casa da Manuela e do Fernando, sempre que o meu marido adormece ou saia para o turno da noite. Agora que tomei o gosto por fornicar com casais, quem sabe, um dia eu não caio da cama de vocês, hein?...

publicado por Contos dos Leitores da Atrevida às 17:51
link do post | comentar | favorito

.CONTOS

.pesquisar

 

.Fevereiro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28


.Posts recentes

. Eu + Amiga + Voyeur

. Comida pelos Vizinhos

.Arquivos

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds