Sábado, 16 de Agosto de 2008

Acordar minha filha...


Meu nome é Roger, 45 anos, casado a 20 anos, tenho uma filha, Bianca, de 18 anos, ela é linda, tem os olhos verdes, puxou a mãe, e não posso negar que sinto muito tesão na minha filha, ainda mais pois ela vive andando só de calcinha e camiseta pela casa, uhmm me deixa louco, acredito que ela mal sabe disto. Semana passada, era umas 06:00hr da manha, acordei para ir trabalhar, deixei minha esposa na cama dormindo, todos os dias vou de carro e deixo minha filha na escola, e neste dia quando acordei, fiz café, reparei que ela não havia acordado como de costume, subi e bati na porta do quarto dela, e ela não respondia, então pra não fazer muito barulho pois minha esposa estava dormindo, abri levemente a porta do quarto dela, e fui entrando, a safadinha estava acorda mas deitada na cama, e disse com aquela carinha de sapeca “bom dia papai, desculpa não ter levantado, to com preguiça”, e sorrindo, eu não conseguia ser bravo com ela, sorri, fiquei a olhando, ela estava linda, só com uma calcinha branca, e uma blusinha regata que era tão pequena que os biquinhos dos seus seios saltaram pra fora, quando ela estava se espreguiçando na cama.

uhmm, sentei me na beirada da cama, conversando com ela, onde me disse que estava cansadinha, não tinha conseguido dormir direito, eu adulando ela, levei minha mão na sua perna, onde a acariciava subindo por sua coxa, foi então que ela soltou “uhmm papai o senhor tem uma mão muito gostosa”, e levou o seu pezinho no meu pau por cima da calça, pressionando ali, uhmm fiquei pasmo, mas logo entrei na dança, “é filha você gosta?”, ela balançou a cabeça indicando que sim, meu pau crescia ali com seu pezinho, a safadinha estava me provocando, percebendo minha ereção eu a olhava e a via mordendo os lábios e então falou “ai papai, acho que deixei o senhor com pauzinho duro....rs”, e sorria, eu também, então ela pegou sentou se na cama, depois ficou em cima dela, e veio engatinhando feito uma gatinha, veio até mim, e levou sua mãozinha no meu pau, apertando ele por cima da calça, chegou o rostinho dela colado no meu, falando “uhmm papai o seu pau ta bem duro...”, e foi abrindo o zíper....colocando a mão dela lá dentro, e puxou meu pau pra fora “uhmmm papai como é grande”, e começou a bater uma punheta, deliciosa, minhas mãos abaixaram as alcinhas de sua regata, e eu chupava aqueles peitinhos, nossa que delícia, ela acaricia minha cabeça com sua mãos, eu brincava com minha língua nos seus biquinhos, ela então pegou e sentou no meu rolo, e ficou se esfregando em mim, nossa que safadinha, eu estava praticamente dominado pela minha filhinha, então segurei a calcinha dela pelas laterais, ela se levantou na minha frente, olhando pra trás com aquele sorriso safadinho, e fui abaixando sua calcinha, tinha a bucetinha lisinha, fui abaixando sua calcinha até ela cair sob os pezinhos dela, que os levantou sua calcinha com a pontinha do pé, e jogou pro alto, rindo feito uma moleca, e então ela veio sedenta, se abaixou na minha frente, me punhetando, e logo colocou meu pau na sua boquinha, e ela chupava muito bem, parecia saber o que estava fazendo, e chupava tudinho, pedi pra ela se levantar, fiquei a admirando de frente pra mim, levei minha mão na sua bucetinha, acariciando ela, estava molhadinha, era linda lisinha, brincava com meus dedos nela, e falei pra ela “hoje papai vai te dar o dia de folga”, e ela “eba !!” sorrindo, joguei ela na cama, abrindo suas pernas, e caí de boca na sua bucetinha, chupando ela com muita sede, ela se contorcia todinha, eu tinha perdido a razão, minha esposa poderia acordar e nos pegar ali, mas eu nem me lembrava disto, e então segurando meu pau, esfreguei a cabeça dele na xaninha dela, e então coloquei a cabeça, e fui socando, entrando até o fundo, e ela falava “uhmm papai ,...vem ...ta gostoso”, e então comecei a bombar, bombar, rápido, a cama fazia um certo barulho, e eu bombando, quando senti que ia gozar, tirei meu pau, puxei ela pelo cabelo, e batendo uma gozei na sua carinha, e a safadinha sorria, e tentava engolir tudinho, guardei meu pau, me ajeitei, falando “filhinha agora preciso ir, descansa bastante ta”, fui até o ouvidinho dela e ainda disse “pois papai ainda quer foder mais a filhinha”, ela sorria, e falava “não vejo a hora papai”, e apertando meu pau por cima da calça, dei um beijo na testa dela e saí, nossa fiquei o dia inteiro pensando nela, tive até que bater uma na minha sala, eu que não vejo a hora de poder foder minha filhota novamente.

publicado por Contos dos Leitores da Atrevida às 23:34
link do post | comentar | favorito

.CONTOS

.pesquisar

 

.Fevereiro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28


.Posts recentes

. Acordar minha filha...

.Arquivos

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds