Domingo, 4 de Maio de 2008

O filho da Vizinha


O filho da minha vizinha, é um miúdo bastante activo, pratica desporto, adora musica, toca guitarra e por este motivo costuma vir para minha casa ver as novidades sobre o rock na MTV norte Americana (Tenho este canal descodificado na parabólica). Houve um dia que ele veio, eu estava com uns calções muito curtos de malha, muito apertados que se metiam na minha rachinha, que mostrava as formas e a parte de baixo do meu rabo e um top branco também muito apertado e que se notava muito bem os meus biquinhos. Embora assim vestida, não me preocupei em mudar de roupa, mas também não estava com segundas intenções, apenas sentia-me a vontade em estar assim em casa. Foi então que por diversas vezes apanhei-o a olhar para as minhas pernas ou para as minhas mamas, para confirmar levantei-me e virei o rabo para ele com a maior naturalidade e fingindo que estava a mexer nuns papeis olhava pelo espelho, e vi que era para o meu rabo que olhava e mexia nas partes por cima das calças. Ele pouco depois levantou-se para ir a casa de banho, pedi-lhe para esperar um pouco que tinha que ir lá colocar umas toalhas. Fui, só que em vez de toalhas fui lá colocar uma camera de filmar escondida, ia para sair e lembrei-me de deixar também as minhas calcinhas, tirei-as e deixei-as no chão por traz da porta, para que ele as visse quando a fechasse e pensasse que estavam ali por acidente. Disse-lhe que já podia ir, e fiquei a espera. Regressou pouco depois, super vermelho e menos tenso, perguntei-lhe se estava bem ele respondeu que sim. Como o programa acabou ele agradeceu e foi-se embora e pediu-me se podia voltar no dia seguinte, embora não desse o programa e como não tinha nada para fazer se me podia fazer companhia em vez de estar sozinho em casa, claro que lhe respondei que sim. Fui logo buscar a camera, liguei-a a televisão e: Ele entra na casa de banho e fecha a porta a chave, tira os sapatos (que me surpreende) as calças e por fim as cuecas, solta um membro grande (+ - 20cm) não muito grosso, começa a esfregado e vê as minhas calcinhas, pega nelas, procura a parte que fica colada a minha ratinha, e cheira-as profundamente, masturba-se freneticamente e mete-as na boca, fica assim um pouco com a mão direita a masturbar-se a esquerda agarrada as tomatinhos e minhas calcinhas na boca, começa a vir-se e coloca minhas cuecas á frente para que apanhe todos aqueles jactos de leite espesso e geloso. Vou a casa de banho e apanho minhas calcinhas, que estavam no mesmo sitio onde as deixei, só que agora molhadas, volto para a sala e puxo o filme a trás para agora eu me tocar, a porta abre-se e meu marido entra. Não tive tempo, mas ainda bem que ele chegou, contei-lhe tudo, mostrei-lhe o filme encostei minhas cuecas ao seu nariz para que sentisse o aroma. Pedi-lhe para que me fodesse logo que já não aguentava mais, mas em vez disso, colocou as calcinhas na minha boca e mandou-me tocar-me enquanto ele filmava. Vim-me e ele disse que quando o miúdo viesse a casa para eu lhe dar uma mãozinha ou alguma coisa mais, sorri ele também e fomos direitinhos para o quarto. No dia seguinte, quando ele chegou eu já estava de mini-saia muito curta que não chegava para tapar a parte de cima das meias-de-liga (para teres uma ideia de tão curta que era, só te digo que quando me sento a pele do meu rabo fica colada a pele do sofá, pois o tecido não chega para o cobrir) uma blusa de seda sem soutien (meu peito é de silicone) e com os 3 primeiros botões desapertados e sapato de tacão. Fingi que tinha também acabado de a chegar a casa, e mandei-o para entrar. Sentou-se no sofá e eu ao lado dele, virada para ele encostadaao braço do sofá. Começamos a conversar, e eu levei a conversa para as namoradas dele, fazendo perguntas tolas até que fazendo um ar de quem ia perguntar algo, mas que se arrepende a meio do caminho, fazendo com que ele insistisse para que eu lhe perguntasse o que tinha em mente, o que acabei por perguntar se costumava masturbar-se, ele ficou vermelho com um tomate, mas respondeu afirmativamente, perante isto fui-lhe perguntando quando foi a ultima vez, "hoje de manhã" respondeu, "e em quem costumas pensar" disse-me que dependia do momento, que já tinha pensado em namoradas, mulheres de revistas, etc., aí perguntei-lhe em quem tinha pensado naquela manhã, voltou a corar, e disse-me que achava melhor não dizer, pois era uma pessoa que eu conhecia e poderia ficar chateada. Expliquei-lhe que achava isso normal que eu própria fazia-o as vezes, e que se confiou em mim e tinha sido sincero até ali, poderia continuar. "Em ti" respondeu, fingi-me surpresa... e deitei a mão ao peito abrindo mais um pouco a blusa, "e o que pensas?" olho para baixo e vejo um volume nos seus calções "Penso como é bonita, como tem o corpo mais bonito que vi em toda a minha vida, em como gostava lhe tocar, beijar, sentir...." Aproximei-me dele, peguei na sua mão levei-a ao meu seio por cima da blusa beijei-o e posei a minha mão sobre o alto que tinha nos calções. desci, e meti-a na boca... em pouco tempo ele veio-se na minha boca, engoli e levantei-me. Liguei o leitor de CDs e coloquei uma musica bem sensual, comecei a dançar a fazer um strip para ele deixando só os sapatos e as meias de liga, sentei-me na p... dele e começamos a cavalgar q nem uns loucos, mas ele logo se veio outra vez. Pensei que iria-mos ficar por ali, mas não deitei-me no sofá, e ele caiu logo de joelhos a lamber-me a ratinha, um bocado trapalhão, mas expliquei-lhe como teria de lamber, aprendeu rápido, já estava pronto outra vez e quis penetrar-me, disse-lhe para o fazer com calma, mas ele não aguentou e ........ outra vez, nesse dia ficamos por ali. Meu marido adorou quando lhe contei, e teve de ser ele a satisfazer-me.
publicado por Contos dos Leitores da Atrevida às 20:06
link do post | comentar | favorito

.CONTOS

.pesquisar

 

.Fevereiro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28


.Posts recentes

. A caminho do Hotel

. De regresso a casa

. A Rainha da noite...

. Passagem de Ano a 3

. Leitura em dia

. Uma Estranha no café..

. ...

. Fodi a amiga da minha mul...

. Eu e o Pastor Alemao

. Broche no Trabalho

. Paragem inesquecivel

. Os gemidos do quarto ao L...

. Paragem inesquecivel

. Primos da minha Mulher

. O meu homem a dias

. Ferias nos Açores

. Desejos GAY

. Como eu já tinha contado ...

. O desafio

. EU Mais minha Mulher e Ou...

. Conto erotico de Natal

. Conto erotico de Natal

. O sonho

. A Frincha da Porta eu Ent...

. Amiga Carente

. Uma Mulher ...

. Divinal...com imenso praz...

. Sessao GAY

. Bom Menage

. No Bar onde Trabalhei

.Arquivos

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds