Sexta-feira, 12 de Setembro de 2008

Aventura no Autocarro


Sou um jovem de 18 anos, que em dezembro do ano passado perdeu a sua virgindade.
Sempre fui um jovem que se interesou por mulheres mais velhas, mas , por pena minha, não foi com uma mais velha que perdi a virgindade.Mas vou falar de uma experiencia que tive, com essa mesma namorada,num autocarro. Eu todos os dias fazia o percurso na margem sul, e ainda é um percurso de 1 hora,nessa hora passava-se por muitas paragens,e no inicio de este ano lectivo, numa delas entrava a neuza, sinceramente, não era daquelas raparigas esbeltas, mas era boa pessoa…

Fomos trocando uns olhares, ate que a conheci, e começamos a andar,foi com ela que perdi a virgindade. Um dia, quando iamos pra casa, eu já ia no autocarro,no ultimo lugar, entra ela…senti que ela já vinha quente hoje, e já n tavamos juntos a algum tempo.Ja tinhamos tido algumas aventuras no autocarro, umas mãos perdidas mas nada mais… Naquele dia, depois de muitos beijos,ela mete a sua dentro das minhas calças, e eu já com o amiguinho a surgir,e ela diz-me: “Ainda falta muito para a minha paragem, e já tava com saudades tuas, relaxa…” ela começa a desapertar-me o cinto e as calças e e põe o meu pau a apanhar ar,abaixa-se um pouco e meteu todo na boca.Aquele quente da boca dela, tanta tesao me dava, a lingua dela a tocar na minha cabeçinha excitava-me completamente.Nao me preocupei com o que havia ao redor, porque, secalhar por sorte, havia pouca gente no autocarro nesse dia, por isso ninguem se apercebia de nada.A nossa posição,eu meio encostado ao vidro,meio á cadeira,ela de joelhos a satisfazer-me.

Eu não me conseguia segurar,aquele broche estava a deixar-me completamente fora de mim. As mãos delas tambem a ajudar, a mexer-me nos colhões e a ajudar ao broche, foi expectacular…Durou poucos minutos, mas adorei a experiencia. Ao vir-me, a minha esporra disparou para a cara dela, ficou toda suja, mas tambem adorou, passou com os dedos pela esporra que ficara pela cara e mete-os na boca. Foi para mim, uma sensação incrivel, nunca me tinha ocorrido tal coisa. No final daquilo tudo, ela limpou-se e saio na sua paragem habitual, com um beijo longo, ainda tinha vestigios da minha esporra na sua boca. Passado uns dias,retribui-lhe o prazer, em minha casa…

publicado por Contos dos Leitores da Atrevida às 19:04
link do post | comentar | favorito

.CONTOS

.pesquisar

 

.Fevereiro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28


.Posts recentes

. A caminho do Hotel

. De regresso a casa

. A Rainha da noite...

. Passagem de Ano a 3

. Leitura em dia

. Uma Estranha no café..

. ...

. Fodi a amiga da minha mul...

. Eu e o Pastor Alemao

. Broche no Trabalho

. Paragem inesquecivel

. Os gemidos do quarto ao L...

. Paragem inesquecivel

. Primos da minha Mulher

. O meu homem a dias

. Ferias nos Açores

. Desejos GAY

. Como eu já tinha contado ...

. O desafio

. EU Mais minha Mulher e Ou...

. Conto erotico de Natal

. Conto erotico de Natal

. O sonho

. A Frincha da Porta eu Ent...

. Amiga Carente

. Uma Mulher ...

. Divinal...com imenso praz...

. Sessao GAY

. Bom Menage

. No Bar onde Trabalhei

.Arquivos

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds