Segunda-feira, 6 de Outubro de 2008

Foda a 3 Num Contentor


Depois de umas conversas pelo messenger, depois de umas sessões picantes pela cam, resolvi marcar o tão desejado encontro.
Fomos até Fafe, esperamos por ele próximo do sitio do encontro. Chegou e estava eu dentro do carro , quando o vi estremeci ,tal era a emoção e também o nervosismo. Paramos antes para tomar algo,pois não havíamos ainda tomado o pequeno almoço, e comemos algo num café.
O meu corpo tremia e não era de frio pois estávamos em Junho e já estava bem quente, sentia o olhar dele cravado em mim e o do meu marido também ,mas a verdade é que tinha assumido perante mim que ia em frente independentemente do que quer que se passasse. Porque na verdade eu queria estar com aqueles dois homens…acabamos o pequeno almoço e arrancamos ,teríamos que andar uns dois kilómetros mais ou menos até chegar ao destino…e esses dois kilómetros pareceram-me intermináveis ,tal era a minha ânsia de chegar ao local …bem não era só ansiedade, era excitação também.
Chegamos ao local determinado que ficava perto de uma pequena bouça ,eu saí do carro ,o meu marido também ,e o Manuel também o fez.
Eu queria entrar rapidamente no contentor (sim ,porque foi mesmo dentro de um contentor)mas ao mesmo tempo toda eu tremia ,mas depois de um pouco de conversa um pouco sem nexo ,lá entramos.
Eu sabia que eu teria que começar, mas a verdade é que não estava a saber como, até que resolvi dar inicio a tão esperado momento.
Abracei os dois, pondo uma mão em cada ombro deles, e beijei o meu marido como que se num acto de permissão para o que se fosse a passar a seguir…e beijei-o num misto de ternura e tesão ao qual ele respondeu com um beijo bem húmido e quente, depois foi a vez de beijar o Manuel, senti-o nervoso e com pouca á vontade, mas a verdade é que o beijei com calma, no fundo para o acalmar um pouco e deixa-lo mais descontraído, o beijo dele foi apressado ,sôfrego mas muito quente ,o que me deixou bem molhada e bem louca. Estivemos assim uns largos minutos.ora beija um …ora beija outro , e eu sentindo-me cada vez mais excitada e expectante.
Mandei quase que literalmente o Manuel contra uma parede do contentor, e desapertei-lhe o cinto, pus os jeans abaixo e fiquei a admirar o sexo sob as suas cuecas , apalpei, beijei por cima e percorri todo aquele pedaço de carne ainda não exposto…mas não resisti muito tempo a mete-lo na boca ,perante o olhar de tesão do meu marido …primeiro chupei aquela cabeça rosada, lambia-a, e meti-a toda bem fundo de encontro á minha garganta…estava deliciada com o seu doce sabor, o que me deixava louca de tesão já pensando quando o iria ter dentro de mim.
Mas ele pediu para parar, e eu parei.
O meu marido resolveu tirar-me o vestido ficando eu de lingerie cor-de-rosa,e enquanto ele me desnudava, o Manuel ia sugando meus bicos e apalpando minhas coxas e o meu cú.
Foi a minha vez de estar contra a parede do contentor ,enquanto um e outro ora me beijava, ora me apalpava ,e eu cada vez mais louca de tesão
Foi a vez do maridao ser chupado e sugado enquanto Manuel olhava .chupei-o com tanta vontade, que pouco tempo aguentou também ,resolveu mandar-me parar e pôr-me encima de uma mesinha que por lá estava.
Ajudou-me a subir a mesa deixando a minha rata completamente exposta ,e á mercê dos machos.
E eu a latejar de tesão e a ver qual seria o primeiro que iria encher a minha rata…pois bem foi o meu marido ,que me penetrou de frente com uma vontade louca ,e meteu ,num vai e vem frenético mas ao mesmo tempo apaixonado…até que parou para dar a vez ao nosso amigo ,que o fez com muita vontade, sentir aquele sexo quente e desconhecido tava a dar comigo em louca ,e enquanto ele me possuía eu afagava-lhe os cabelos ,apertava-lhe os bicos das mamas e beijava-o intensamente ,enquanto o meu marido olhava e dizia:
Ela tem ou não uma cona quente Manuel?
Fode-a bem como ela gosta!!!
Mas aí resolvi eu parar e sair um pouco daquela posição um pouco incomoda e resolvi ajoelhar-me perante aqueles dois homens e tornar a chupar aqueles membros deliciosos, chegando ao ponto de querer engolir aquelas duas vergas ao mesmo tempo…loucura,,ora chupava uma…ora chupava outra…depois lambia devagarinho ,e logo de seguida com mais ímpeto e mais tesão.
Levantei-me ,beijei-os novamente enquanto acariciava aqueles dois paus com as minhas mãos, até que o marido me manda por de quatro no chão .
Diga-se em abono da verdade que adoro tar de quatro tipo cadela ,e o meu marido sabia disso muito bem.Pus-me de cú para o ar virada para os dois com a rata bem exposta,e o maridao foi o primeiro a meter ,ccom uma tusa enorme e dizendo varias vezes :
Ahhhh amor que bom teres duas piças só para ti !!!!
Que cona quente tu tens!!!
E entre gemidos e palavras ofegantes ,fodeu-me de tal forma que se esporrou todo dentro de mim ,e eu gemia de prazer, sentindo as suas estocadas fortes e cadenciadas.
--Agora és tu Manuel
_Dizia ele fode bem essa coninha gostosa e quente…

E o Manuel assim fez, meteu-mo devagarinho ,e eu amei ter aquela verga nova ,novamente dentro de mim, enquanto as cadencias se tornavam mais fortes e com mais ímpeto eu gemia e vinha-me com aquela piça dentro de mim, até que o Manuel se esporrou encima das minhas costas, num culminar de prazer…
Limpámo-nos ,vestimo-nos ,falamos meia dúzia de palavras e preparamo-nos para sair ,pois o tempo era pouco e o sitio não era o mais apropriado.
Beijei-os mais uma vez como que a agradecer o momento ,mas quase com a certeza que aquele encontro seria o principio de mais alguns já com mais á vontade para os 3.
Esse realmente foi o primeiro ,mas houve mais…aguardem.


publicado por Contos dos Leitores da Atrevida às 19:56
link do post | comentar | favorito

.CONTOS

.pesquisar

 

.Fevereiro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28


.Posts recentes

. A caminho do Hotel

. De regresso a casa

. A Rainha da noite...

. Passagem de Ano a 3

. Leitura em dia

. Uma Estranha no café..

. ...

. Fodi a amiga da minha mul...

. Eu e o Pastor Alemao

. Broche no Trabalho

. Paragem inesquecivel

. Os gemidos do quarto ao L...

. Paragem inesquecivel

. Primos da minha Mulher

. O meu homem a dias

. Ferias nos Açores

. Desejos GAY

. Como eu já tinha contado ...

. O desafio

. EU Mais minha Mulher e Ou...

. Conto erotico de Natal

. Conto erotico de Natal

. O sonho

. A Frincha da Porta eu Ent...

. Amiga Carente

. Uma Mulher ...

. Divinal...com imenso praz...

. Sessao GAY

. Bom Menage

. No Bar onde Trabalhei

.Arquivos

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds