Terça-feira, 20 de Janeiro de 2009

Desejos GAY


Já tive experiencia com um homem.
Gostei, se bem que o nervosismo pode não ter deixado aproveitar o momento.
Passou-se uns tempos e desejo de ter novas aventuras surgiu de novo na minha vida.
E comecei a frequentar chats bi’s e gays e comecei a conversar bastante com um rapaz (chama-lo de A). Primeiro, no chat, depois no MSN e rapidamente começamos a ligar as cam para vermos um ao outro. Gostávamos do que víamos e rapidamente, criou-se empatia suficiente para combinarmos um café.
Num sábado, encontramo-nos. Nervosos, mas agradados, por finalmente, conhecermos pessoalmente a pessoa que nos fazia ficarmos excitados. Começamos a falar de coisas banais e rapidamente fomos parar ao sexo. O porquê do desejo, ao quanto tempo surgiu, etc. Estávamos contentes até que surge um amigo dele, que tinha boa pinta. Cumprimentara-se e apresentou-me (chama-lo de B). E convidei-o a sentar-se connosco. E sentou-se. Conversamos e A confidenciou que B era um excelente amante, pois tinha sido ele que o tinha iniciado numa relação gay. Fiquei curioso, mas tentei manter postura. Mais uns minutos e B convidou-nos a ir bebermos um copo a casa dele, aceitamos e lá fomos. Ia excitado, nervoso, mas fui. Entramos, uma casa bem decorada, arrumada, e fomos para a sala. Sentamo-nos no sofá e eu fiquei no meio deles. Conversamos um pouco sobre sexo gay, e nisto ele pergunta se pode por um filme para relaxarmos. Engoli em seco, pois imaginava que género ele iria por, e quando começa a dar o filme, vejo que é gay. Ele fecha os estores, fica pouca luz na sala e começamos a ver sexo gay. B desce as calças e começa a tocar-se. O amigo A segue-o e também começa a tocar-se. Eu estava sem jeito e B, diz “Estás nervoso? Precisas de ajuda?” e nisto pega na minha mão e põe sobre pau dele, meio duro. Fechei os olhos de alegria e agarrei-o. A desabotoa minhas calças e começa a acariciar-me o membro. Abro os olhos a aprecio a cena: eu a bater uma a um rapaz, e eu a ser masturbado por outro. Eu com 2 homens. Nem queria acreditar. A além de me masturbar, começa a mexer-me no olho do cu. Meus olhos reviram-se, e B pega na minha cabeça e diz “É melhor mamares-me” e abro a boca a tempo de enterrar-me o pau todo de uma vez pela minha boca a dentro. E começa a foder-me a boca ao seu ritmo. Não tento parar, nem sequer tento tira-lo da boca. O A enterra-me dedo no cu e começa a mamar-me. B diz que já volta e eu e o A pomo-nos a jeito para fazermos um 69, e começamos a brochar em simultâneo, no chão da sala. B volta e diz que também quer participar e põe-se por trás de mim e sinto um liquido frio a escorrer pelo meu rego, seguido dos seus dedos a apalpar-me o olho. Mexe e remexe até que me enterra dedo no cu. Um dedo num vai vem, até que me mete o segundo dedo. Eu com as minhas mãos, tento alargar minhas bordas, para melhor enterrar. Ele sente que estou pronto, e encosta a sua cabeça ao meu olho. A ao ver a cena, diz “Lindo, adoro mamar e ver cu a ser fodido”. E B começa a arrombar-me. Entra a cabeça, gemo e ele pára. “Doeu?” perguntou… não respondo pois não queria parar de mamar o A. Só fiz uns barulhos e ele enterra mais. Gemo mais um bocado, tento alargar minhas bordas o mais possível, até que sem controlo digo “Fode-me como uma puta com cio” e nisto ele agarra-me as ancas e numa estocada, mete-o todo! Paro de mamar e dou grito, de dor e prazer intenso, e retomo a minha mamada. E começo a sentir olho a ser alargado a cada enrrabadela. Eu estava com 2 homens, a ser uma puta sem vergonha, só pedia mais e mais e mais. B pára de me enrrabar e deixa que A me foda, ficando eu de barriga para cima. A põe minhas pernas nos ombros dele e entra facilmente. Rio-me de alegria, pois está a ser divinal. B ajoelha-se à minha frente e enterra-me novamente pau dele na minha boca, e começa a foder-me a boca. Deixa-me varias vezes sem ar, eu babo-me imenso, mas ele sabe o que faz e sabe quando parar.
Nisto trocamos de posição e A senta-se no sofá, eu ajoelho-me a frente dele e mamo-o, lambo-lhe os colhões, o olho do cu, só quero dar-lhe prazer, e B, coloca-se por trás e começa a enrabar-me novamente, com uma velocidade louca, Sinto os colhões dele a bater-me, a barriga dele a bater-ne nas bordas, e começam dizer que se vão vir. Eu digo “ambos têm de ser vir na minha cara, combinado?” ao que ambos concordam. A ameaça ser o primeiro e agarra-me o cabelo eu bato-lhe uma punheta a alta velocidade e sinto a esporra a saltar-me para a cara. Quentinho, sabe bem, e volto a mama-lo, para limpar-lhe o pau. B Chama-me ajoelho-me perante ele, que se tinha posto de pé, faz-me mamar e vem-se na minha boca. Muita esporra me deu ele. Não me esgasguei por pouco, até que cuspi tudo pró meu peito e espalhei com minhas mãos.
Eles pediram para ver meu cu e estava aberto, escancarado a pau de homem sedento de cú. Estava de rastos e feliz. Tinha ali dois homens desejosos de me tratar como uma menina sem vergonha, uma puta pronta a ser usada e esporrada.

Levantei-me, fui à casa de banho voltei e B fodia A. Eles chamaram-me mas fui embora. Apenas mamei uns segundos cada um.

Ficou combinado mais encontros, e já aconteceram.

Pode ser que os conte.

Abraços a todos os homens bons, e às mulheres, que apesar destas experiencia, eu adoro muito.

publicado por Contos dos Leitores da Atrevida às 22:42
link do post | favorito
Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

.CONTOS

.pesquisar

 

.Fevereiro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28


.Posts recentes

. A caminho do Hotel

. De regresso a casa

. A Rainha da noite...

. Passagem de Ano a 3

. Leitura em dia

. Uma Estranha no café..

. ...

. Fodi a amiga da minha mul...

. Eu e o Pastor Alemao

. Broche no Trabalho

. Paragem inesquecivel

. Os gemidos do quarto ao L...

. Paragem inesquecivel

. Primos da minha Mulher

. O meu homem a dias

. Ferias nos Açores

. Desejos GAY

. Como eu já tinha contado ...

. O desafio

. EU Mais minha Mulher e Ou...

. Conto erotico de Natal

. Conto erotico de Natal

. O sonho

. A Frincha da Porta eu Ent...

. Amiga Carente

. Uma Mulher ...

. Divinal...com imenso praz...

. Sessao GAY

. Bom Menage

. No Bar onde Trabalhei

.Arquivos

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds