Segunda-feira, 22 de Setembro de 2008

Sexo C/Colegas na Enfermaria


Era Domingo à tarde, o serviço no hospital estava super parado. A equipe estava reduzida ao mínimo e no serviço estava eu, o Dr. Miguel e o Manuel um colega enfermeiro. Não havendo muito serviço, cada um de nós ia ocupado o tempo como podia. Eu lia um livro o Miguel dormitava e o Manuel estava no computador a navegar na net. A certa altura levantei-me e aproximei-me do Manuel que não me ouviu chegar tão concentrado estava. Olhei para o computador e vi que estava a ver uns filmes porno.

Fiquei imediatamente excitada e levei a mão ao meio das pernas. O Manuel ia-se masturbando por cima das calças sempre sem dar por mim. Passado um bocado deu pela minha presença e vendo o que eu estava a fazer sorriu e com um gesto de cabeça chamou-me para o seu lado e abrindo a bata e as calças expôs o pau que estava duro como aço. Eu já estava perdida e sem pensar duas vezes ajoelhei-me e comecei a beijar aquele belo membro arrancando-lhe gemidos de prazer. Trocamos de lugar e sentei-me na cadeira de pernas abertas expondo a minha cona para ele, pedindo-lhe para me lamber o que ele fez com gosto, alternado longas lambidas com penetrações de língua e dedos. Não demorou para que me viesse na sua cara lambuzando-o todo. Levantei-me e sentei-me na beira da secretária fazendo-lhe sinal para me foder.

Tinha acabado de me penetrar quando levantando os olhos vejo o Dr. Miguel na porta a olhar para nós, face ruborizada e um grande volume nas calças. Nem pensei duas vezes, já tínhamos sido apanhados e eu estava cheia de tesão, pelo que o chamei e sem perder tempo comecei a mamá-lo. O seu pau era diferente do do Manuel, maior, muito maior, mas mais fino. Devia ter uns 22 cm contra os 16 do Manuel, mas o do Manuel era o dobro em diâmetro. A posição em que nos encontrávamos não era muito cómoda, pelo que fiquei de quatro e desta forma conseguia chupar o Miguel enquanto o Manuel continuava a foder-me com estocadas fortes. Não demorou para que o Miguel me enchesse a boca com o seu leite enquanto o Manuel se vinha dentro de mim. Talvez pela situação em que nos encontrávamos os dois continuaram erectos e eu continuava excitadíssima pelo que sentei o Miguel na Cadeira e sentei-me em cima dele.

Enquanto o cavalgava os dois iam-me chupando as mamas levando-me à loucura, e mais uma vez chupei o grosso pau do Manuel aproveitando para sentir o seu sabor misturado com o meu. Estivemos assim durante mais um bocado quando o Miguel disse que queria comer-me por trás. O Manuel sentou-se dando-me o pau para mamar e eu fiquei de quatro sentindo as vigorosas investidas do Miguel que com o seu comprido pau me faziam ver estrelas e me levaram ao orgasmo. O cheiro a sexo pairava no ar, a excitação sentia-se e de repente sinto o Miguel penetrar-me no cu. Foi uma penetração fácil pois apesar de comprido não era grosso e quando dei por mim sentia as suas bolas a baterem-me na cona. “Quero sentir os dois” disse num gemido. Pedi ao Manuel para se deitar no chão e enfiei o seu grosso pau na cona.

Quando me senti encaixada debrucei-me toda sobre ele e com as mãos abri bem o cu convidando o Miguel para me penetrar novamente o que ele fez sem demora. Fui às nuvens ao sentir os dois paus dentro de mim. Que sensação, Estava cheia como nunca tinha estado e não demorei para me vir, uma duas, três vezes e quando já estava sem forças sinto os dois a vir-se quase em simultâneo dentro de mim o que me fez vir mais uma vez com uma força tal que me desencaixei dos dois ficando deitada no chão a tremer com esporra a sair do cu e da cona.

Estávamos os 3 todos suados e cansados. Arranjamo-nos o melhor que pudemos e fomos aos nossos afazeres como se nada se tivesse passado, mas sabíamos que nunca mais as coisas seriam iguais entre nós.

publicado por Contos dos Leitores da Atrevida às 19:28
link do post | comentar | favorito

.CONTOS

.pesquisar

 

.Fevereiro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28


.Posts recentes

. A caminho do Hotel

. De regresso a casa

. A Rainha da noite...

. Passagem de Ano a 3

. Leitura em dia

. Uma Estranha no café..

. ...

. Fodi a amiga da minha mul...

. Eu e o Pastor Alemao

. Broche no Trabalho

. Paragem inesquecivel

. Os gemidos do quarto ao L...

. Paragem inesquecivel

. Primos da minha Mulher

. O meu homem a dias

. Ferias nos Açores

. Desejos GAY

. Como eu já tinha contado ...

. O desafio

. EU Mais minha Mulher e Ou...

. Conto erotico de Natal

. Conto erotico de Natal

. O sonho

. A Frincha da Porta eu Ent...

. Amiga Carente

. Uma Mulher ...

. Divinal...com imenso praz...

. Sessao GAY

. Bom Menage

. No Bar onde Trabalhei

.Arquivos

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds