Domingo, 4 de Maio de 2008

Chá de Cona


Olá, a minha descrição física e interesses sexuais, sou uma mulher portuguesa, tenho 41 anos, meço 1,65 m, peso 60 kg, cabelo castanho, liso e pelo meio das costas, olhos também castanhos e dizem que fisicamente aparento muito menos idade do que a que eu tenho pois tenho umas boas mamas, tamanho 38 C, um bom rabo e um melhor par de coxas que esconde no meio delas a minha cona carnuda e bem depilada, considero que sou uma tarada devido a alguns gostos nada normais para a maioria das mulheres como é o caso de gostar de andar nua fora de casa, gosto muito de me masturbar, gosto andar com objectos metidos na cona e tudo relacionado com urina ou seja mijar fora de casa, mijar mesmo vestida, mijar nas mais variadas posições e o que mais pode chocar as pessoas é o meu gosto por beber mijo, mesmo o meu próprio mijo.
Mas vou relatar uma loucura que eu e a minha amiga Dulce fazemos varias vezes por semana já quase 2 anos com a cumplicidade da Fátima dona de um café junto a uma praia que eu costumo frequentar no verão relativamente perto de onde eu moro. Durante o verão de 2003 sempre que eu ia para a praia com a Dulce antes passávamos pelo café da Fátima para tomarmos café e durante o dia íamos lá lanchar ou beber algo quando tínhamos sede, de tantas vezes irmos ao café da Fátima ganhamos de tal maneira confiança umas com as outras que começamos a ser clientes da Fátima mesmo no Inverno e como no Inverno o café quase não tinha clientes passávamos varias horas as 3 sozinhas a falar de tudo e com a confiança as conversas foram ficando cada vez mais intimas chegando ao ponto de contarmos umas ás outras as nossas fodas, as infidelidades delas, as nossas fantasias e mesmo as nossas taras, chegando ao ponto de eu e a Dulce contarmos à Fátima o nosso gosto por beber mijo, um dia estávamos as 3 sozinhas e como estava a chover muito sabíamos que dificilmente iria aparecer alguém no café quando a Fátima disse que lhe apetecia um chá de cona da Dulce mas teria que ser feito à nossa frente, eu percebi na hora mas a Dulce ficou espantada e a perguntar o que ela queria dizer com chá de cona da Dulce, eu mesma disse que lhe explicava se ela não se ofendesse pois tinha que ver com a nossa tara por mijo, como ela disse que nada a ofenderia eu imediatamente lhe perguntei-lhe quanto nos custaria em dinheiro ela à nossa frente mijar dentro de um bule de chá e depois servir-nos para nós o bebermos ali na mesa estivesse quem estivesse no café pois ninguém imaginaria que era mijo e não chá, ela começou a rir-se e prontamente disse que para nós seria grátis e que nos satisfaria esse desejo com muito prazer mas que não o poderia fazer ali no meio do café, teria que ser por menos dentro do balcão pois estava de calças, que se estivesse de saia faria ali mesmo uma vez que estávamos sozinhas e que um dia que a víssemos de saia e estivéssemos sozinhas nos serviria ali mesmo. Ela levantou-se, foi buscar duas chávenas de chá, colocou-as na nossa mesa, mandou-nos acompanha-la, chegando a trás do balcão baixou as calças e as cuecas até aos pés, abriu as pernas o máximo que as calças permitiam, perguntou se gostávamos da maquina que ia fazer o chá o que dissemos as 2 em uníssono que era maravilhosamente lindo, ela pegou no bule, meteu-o no meio das pernas um pouco afastado da cona para que pudéssemos ver bem e começou a mijar até encher o bule, depois vestiu-se, colocou a tampa no bule e fomos para a mesa onde ela mesmo nos serviu o chá de cona de Dulce nas chávenas que bebemos com muito prazer. A partir desse dia depois de termos combinado com ela que lhe pagaríamos sempre 2 euros cada uma de nós por um chá da cona dela passou a ser a nossa bebida no café da Dulce, quando chegamos ao café se ela estiver sozinha pedimos-lhe um chá de cona ou chá de bexiga que ela já sabe o que é e já nos tem servido directamente da cona para a chávena mesmo junto à mesa, quando estão mais clientes nós pedimos um chá que ela sabe bem qual é o chá que queremos, ai ela pega no bule e vai a uma pequena cozinha que tem atrás do café, mija no bule e vem trazer-nos à mesa, já tem acontecido ela servir-nos o chá directamente da cona para a boca o que ainda torna a bebida muito mais saborosa e excitante. Como devem de compreender os nomes que aqui uso à excepção do meu são trocados pois não quero colocar as minhas amigas em risco.
Se alguém tiver experiência no tipo de maluqueiras que eu digo que gosto ou goste de falar sobre essas mesmas maluqueiras, o meu MSN é o

amelialouca@hotmail.com

Aguardo contactos principalmente de mulheres para compartilharmos ou falarmos deste tipo de coisas.
Beijinhos:

Amélia Santos
Porto
publicado por Contos dos Leitores da Atrevida às 19:48
link do post | comentar | favorito

.CONTOS

.pesquisar

 

.Fevereiro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28


.Posts recentes

. A caminho do Hotel

. De regresso a casa

. A Rainha da noite...

. Passagem de Ano a 3

. Leitura em dia

. Uma Estranha no café..

. ...

. Fodi a amiga da minha mul...

. Eu e o Pastor Alemao

. Broche no Trabalho

. Paragem inesquecivel

. Os gemidos do quarto ao L...

. Paragem inesquecivel

. Primos da minha Mulher

. O meu homem a dias

. Ferias nos Açores

. Desejos GAY

. Como eu já tinha contado ...

. O desafio

. EU Mais minha Mulher e Ou...

. Conto erotico de Natal

. Conto erotico de Natal

. O sonho

. A Frincha da Porta eu Ent...

. Amiga Carente

. Uma Mulher ...

. Divinal...com imenso praz...

. Sessao GAY

. Bom Menage

. No Bar onde Trabalhei

.Arquivos

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds