Sexta-feira, 11 de Julho de 2008

Entrevista de Trabalho


Combinei tomar um cafezito com a Lena, enquanto esperava li o jornal diário, passando os olhos pelas páginas de anúncios, deparei-me com um interessante, não é que eu precisasse de trabalho, o sítio em questão é que me despertou uma certa curiosidade! Apontei o número de telefone. Pensando no assunto achei que havia de ser engraçado e uma autêntica surpresa para o entrevistador, no entanto teria que confirmar antes se seria mesmo quem eu pensava, não poderia de modo algum perder a viagem!
No dia seguinte liguei para lá, pedi algumas informações e acabei por marcar entrevista para dois dias depois…
Pensei mil e uma coisas, imaginando aquele dia, ponderei a hipótese da reacção dele não ser a esperada, no entanto estava determinada a arriscar, as saudades iam apertando e seria uma boa oportunidade para matar o desejo de ser possuída, de sentir meu corpo vibrar apenas com um toque seu!
Vesti uma saia curta, camisa desabotoada no colarinho e imaginem só, decidi não levar cuecas! A minha ratinha estava totalmente depilada, zero pelinhos, humm
Na hora combinada lá estava eu, evadida por um nervoso miudinho dirigi-me a recepção, falei com a rapariga e fiquei a aguardar. Aquela espera parecia não ter fim, o meu corpo estava-se a alterar, que calores, uma tesão incrível percorria-me…
Chegou a minha vez de ser entrevistada, entrei no escritório, disse boa tarde, a qual foi retribuída, dizendo para me sentar, dirigi-me à cadeira e ele continuava ocupado a digitar no computador, nem tinha reparado quem estava na sua frente! Não iria ser entrevistada coisíssima nenhuma, mesmo assim os nervos continuavam à flor da pele, que acharia ele da maluqueira?
Minutinhos depois começou a falar e quando olhou para mim, acabou ficando sem palavras! Brinquei um pouco com a situação, dizendo que não estava ali propriamente por causa do emprego mas porque tinha sido a única maneira de marcar hora na agenda lotada dele! Rss
Perguntei se estávamos à vontade para destressarmos um bocadinho, ao mesmo tempo que fiz um movimento de pernas, que deu para perceber que estava sem cuecas e pronto descontrolei o esquema todo!
Não seria o local ideal, mas sem dúvida excitante! Levantei-me, tranquei a porta e dirigi-me até ele tirando no trajecto a camisa, sentei-me no seu colo, dando-lhe uns beijos muito quentes, demonstrando bem o desejo que sentia, desabotoei-lhe a camisa, passei as mãos pelo seu peito, ao mesmo tempo que a minha língua começou a percorrê-lo, mordiscando os seus mamilos, continuei a descer, ao chegar à zona das calças, coloquei uma mão, uiii que tesão que ia ali!
Desabotoei-as, tirei-o para fora, passei levemente a língua, umas leves chupadelas, depois então em movimentos de vai e vem, cada vez mais entusiasmados, ia-se perdendo completamente na minha boca! Bruscamente puxou-me para cima, agarrando-me pelos cabelos, deu-me uns beijos, percorrendo o meu pescoço com suaves dentadas, arrancou o soutien, agarrou-me as mamas, sugou-me aqueles bicos duríssimos, meu corpo estava pra lá de brasa, fervia, desejava-o! Colocou uma mão por baixo da saia, não havia sombra de dúvida, totalmente molhada, num elevado grau de excitação!
A entrevista era curta, não podia levar ali a tarde toda no bem bom, levantei-me novamente, peguei uma camisinha, tirei a saia, debrucei-me sobre ele, roçando o meu corpo, beijando-o, desci novamente, dei-lhe mais uns chupões daqueles arrepiantes, coloquei a camisinha e sentei-me em cima daquele caralho gostoso, enterradinha dentro dele, passei as mãos nos seus cabelos, sugando-lhe os lábios, estava tão excitada…
Debruçou-me um pouco, percorrendo o meu corpo com as suas mãos, mordiscando-me, colocou os meus braços para trás das costas, agarrou-me no cu e começou a bombar freneticamente, dando-me umas valentes palmadas de castigo!
Aquelas dentadas no pescoço, aquele devorar de mamas, o seu toque na minha pele, tudo isso me arrepiava, desejando-o ainda mais, não dava para estar quieta com as mãos, comecei a percorrer seu corpo, tipo massagem, parecia que lhe estava a transmitir a minha energia, o seu corpo agia como se recebesse choques eléctricos…
A entrevista não podia estar a correr melhor, pegou em mim, deitou-me sobre a secretária, brincando com o caralho, ameaçando a penetração sem a concretizar, provocando-me, não aguentando aquela tortura, maluca de desejo, agarrei-o com as pernas e num gesto forte, enterrei-o completamente em mim, estremeci, o meu corpo movimentava-se cada vez mais, implorando por uma penetração bruta, a ratinha dançava naquele caralho, enquanto ele me mordiscava e passava as suas mãos, aquele roçar de corpos levou-me a loucura total, estava de tal forma excitada, arrepiada, fora de mim que acabei atingindo o orgasmo…
Era tanto o prazer que me estava a proporcionar, sentindo ele aquele orgasmo e o meu corpo a pedir mais, começou a bombar sem pausas, com aquelas palmadas boas que me deixam doida, passados breves minutos estava de novo a atingi-lo, não ficando ele atrás, acabamos por nos vir em simultâneo…
Recompusemo-nos na medida do possível, não era fácil disfarçar o que havia acontecido assim em um minuto, os corpos continuavam em brasa, transpirados…
Acalmados os ânimos, vestidinhos, falamos um pouco da maluqueira e confirmei que a surpresa não poderia ter sido melhor!
Demos por terminada a entrevista, despedimo-nos e quando estava a abrir a porta, num tom de voz brincalhona ele diz: “sinto muito mas não tem habilitações para o cargo!”, olhei para trás, sorri mandando um beijo e sai satisfeitíssima da vida!
publicado por Contos dos Leitores da Atrevida às 16:32
link do post | comentar | favorito

.CONTOS

.pesquisar

 

.Fevereiro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28


.Posts recentes

. A caminho do Hotel

. De regresso a casa

. A Rainha da noite...

. Passagem de Ano a 3

. Leitura em dia

. Uma Estranha no café..

. ...

. Fodi a amiga da minha mul...

. Eu e o Pastor Alemao

. Broche no Trabalho

. Paragem inesquecivel

. Os gemidos do quarto ao L...

. Paragem inesquecivel

. Primos da minha Mulher

. O meu homem a dias

. Ferias nos Açores

. Desejos GAY

. Como eu já tinha contado ...

. O desafio

. EU Mais minha Mulher e Ou...

. Conto erotico de Natal

. Conto erotico de Natal

. O sonho

. A Frincha da Porta eu Ent...

. Amiga Carente

. Uma Mulher ...

. Divinal...com imenso praz...

. Sessao GAY

. Bom Menage

. No Bar onde Trabalhei

.Arquivos

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds