Segunda-feira, 7 de Julho de 2008

Passando a Prática


Depois de já nos conhecermos e continuarmos a falar, o desejo entre nós começou a ficar cada vez mais desperto, estávamos decididos a marcar um tempinho para passarmos apenas os dois, testarmos a reacção das hormonas aos nossos assédios. Chegado o dia e a hora marcada, íamos nos encontrar em casa dum amigo dele, que supostamente iria ao cinema e estaria ausente grande parte da noite!
Cheguei ao local e após lhe ter dado um toque ele desceu para me vir receber. Cumprimentamo-nos normalmente e subimos ao apartamento, os dois ali no elevador caladinhos, ele quase que me devorava com os olhos, eu também sentia assim vontade de lhe dar um beijo, sentir o seu toque…
Entramos em casa do colega, sentei-me no sofá e o Filipe (nome fictício) serviu-me um copo de água, o qual eu apenas dei um gole, não houve oportunidade nem tempo para beber o dito copo de água!
Sentou-se ao meu lado, e mal se senta eu afasto-me. Diz ele uma piadinha tipo "mais um bocadinho e cais do sofá!", então eu na tive para meias medidas, sentei-me tanto ao pé dele que fiquei quase ao colo, perguntando ironicamente "assim está bem?", não deixando ele de aproveitar a oportunidade para me dar um beijo ao qual eu não hesitei em corresponder.
Continuamos ali aos melos com umas mãos atrevidas pelo meio, começou ele então a tentar me despir, mas eu nesse dia levei um cinto quase de castidade, viu-se um bocadito à rasca! O sofá não era assim tão grande para estarmos ali à vontade, ele decidiu apresentar-me o quarto, levantamo-nos e caminhamos sempre aos beijos e com as mãozinhas, tanto minhas como dele a investigar os corpos, lá íamos desapertando a roupa, chegamos ao quarto mais que possuídos pelo desejo, começamos a despir-nos, o Filipe deita-me na cama sempre a me beijar, começa a percorrer o meu corpo com a língua, passa-a nos meus mamilos, vai descendo, pára na minha coninha, que já se encontrava molhada, começa a percorre-la a devorar-me os lábios, passava o nariz no clítoris, penetrava-me com a língua, hummm, estava-me a arrepiar toda! Confesso que não estava nada a espera que ele fosse logo assim tão direito ao assunto...
Batem à porta! Quem será? Ele diz: "o meu colega não deve ser? Ele tem chave e vai chegar mais tarde!!!", não ligando muito ao que estava a acontecer, continuamos, de repente ouve-se chamar pelo Filipe!!! Era mesmo o amigo que estava a chegar e ainda por cima ali no meio do meu minete!!!
Vestimo-nos e ele foi abrir a porta, eu continuei ali quietinha no quarto, resolveu lá a situação e voltou, eu apesar de já estar toda vestidinha, continuava a ferver.
Voltamos a estaca zero.... Toca a despir tudo novamente! Não se esqueceu onde estávamos, recomeçou o minete, depois de uns breves minutos, não resisto e agarro-me também ao caralho dele, sim porque eu gosto muito de fazer uns broxinhos e quando estou inspirada....hummmm... é de cortar a respiração!!! rssss
Sentia ele a se contrair, a cada movimento que eu fazia, não queria estragar aquele momento, não fazia intenções que ele se viesse, passava então a minha língua levemente e soprava para o descontrair, alternando entre movimentos bruscos e muito suaves, era o tudo ou o quase nada!
Abriu-lhe novamente o apetite, sugou-me loucamente, usando a língua, o nariz e os dedos ia-me proporcionando prazer enquanto aquele caralho penetrava a minha boca, percorri-o com suaves trincas, acariciando-o, não resisto a sugar aquela cabecinha ao mesmo tempo que passo a minha língua nela, a excitação continuava a aumentar…
Necessitava de algo mais forte, não me estava a contentar apenas com aquele dedinho e perguntei-lhe se não queria avançar mais, tinha mesmo que ser, o meu corpo estava a pedir, desejava muito senti-lo dentro de mim!
Ele abriu a gaveta para tirar uma camisinha, colocou-a e penetrou-me, estava ele em cima de mim, beijava-me e passava a língua pelo meu pescoço, as mãos muito levemente percorriam-me, já muito fora do meu estado normal, inverti os papéis e saltei eu para cima dele, tinha virado uma “sex bomb” e estava a comer loucamente o meu amigo!
A estrafega entre nós foi tão grande que acabamos por rebentar a camisinha, colocada uma nova ele penetra-me por trás, agarrando-me nas mamas e dando por vezes umas palmadinhas. Lá nos fomos comendo, em diversas posições, era só dar-lhe gás, não parávamos, estava a ser demais!
Satisfeitos pelo momento de prazer que se tinha proporcionado, fizemos uma pausa e só não continuamos porque o meu tempo estava a esgotar-se. Vestimo-nos e fomos até a sala ver o empata fodas, neste caso minetes, rss.
Parti logo de seguida, não tinha mesmo tempo para estar com ele nessa noite, mas no dia seguinte tivemos que gastar mais umas energias…
publicado por Contos dos Leitores da Atrevida às 16:45
link do post | comentar | favorito

.CONTOS

.pesquisar

 

.Fevereiro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28


.Posts recentes

. A caminho do Hotel

. De regresso a casa

. A Rainha da noite...

. Passagem de Ano a 3

. Leitura em dia

. Uma Estranha no café..

. ...

. Fodi a amiga da minha mul...

. Eu e o Pastor Alemao

. Broche no Trabalho

. Paragem inesquecivel

. Os gemidos do quarto ao L...

. Paragem inesquecivel

. Primos da minha Mulher

. O meu homem a dias

. Ferias nos Açores

. Desejos GAY

. Como eu já tinha contado ...

. O desafio

. EU Mais minha Mulher e Ou...

. Conto erotico de Natal

. Conto erotico de Natal

. O sonho

. A Frincha da Porta eu Ent...

. Amiga Carente

. Uma Mulher ...

. Divinal...com imenso praz...

. Sessao GAY

. Bom Menage

. No Bar onde Trabalhei

.Arquivos

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds