Quinta-feira, 1 de Maio de 2008

Festa de Finalistas


Olá, Chamo-me Paula, tenho 25 anos e o que vos vou contar passou-se quando tinha 18 anos. Mas antes vou me descrever. Tenho 1,62m, 50Kg, loura de olhos azuis, peito avantajado, de resto normal, mas segundo me dizem sou muito bonitinha e tenho carinha de miúda.
Cedo comecei a dar as minhas saidinhas e transas com os namorados e amigos, mais propriamente aos 12 anos. Por isso quando se passou o que vos vou contar já tinha alguma rodagem de transar e de muitas maneiras, mas esta foi uma transa especial de que nunca me irei esquecer, até porque foi única até hoje.
Antes de ir para a faculdade, decidimos, eu e todos os colegas de curso que tínhamos de comemorar o final de curso secundário. Assim combinamos fazer uma grande festa de finalistas com baile e tudo, como manda a tradição.
Assim foi, só que havia um problema, como essa festa era na escola, tinha de acabar tudo antes da 1.00 hora da manhã. Mas claro que combinamos logo que quando terminasse ia-mos para casa de um de nossos colegas que tem uma casa enorme e disponível. Pois os pais dele moravam em outra casa no campo.
Assim foi, quando saímos do baile, fomos um grupo grande, cerca de 40 pessoas, para casa dele onde continuamos a festa até cerca das 4 da manhã, quando o pessoal começou a ir embora para suas casas, ou para, enfim... estarem mais à vontade com as respectivas namoradas... rs
No final da festa ficámos somente eu a Susana e a Carla, com mais 6 rapazes, o Carlos o João, o Fred, o Tó, o Vítor e o Eliseu, que tínhamos todos sido colegas durante os 3 anos de curso. Eu cheguei durante esse tempo a namorar com o Fred, o Tó e o Eliseu, cada um de sua vez, claro, e ficamos todos bons amigos.
Não sei já quem foi, mas alguém teve a ideia de começarmos a jogar Strip Poker, e como já estávamos todos muito alegres, achamos uma bela ideia, até eu, que se bem que gosto de transas meio malucas, mas sempre fui um pouco pudica no que respeita a nudez, pelo menos até essa altura.
Resultado foi que o primeiro a ficar todo pelado foi o Carlos acompanhado de uma risota geral... diga-se que o Carlos era um rapagão muito bem constituído e musculado, fazia Surf e ginásio, muito bonito, alourado e sempre bronzeado. Logo de seguida fui eu que fiquei sem minhas roupas e logo reparei no olhar daqueles 6 rapazes que parece estavam querendo me comer viva... tenho de confessar que se estava meio acanhada com a situação senti um certo prazer em despertar aqueles olhares. E assim continuaram um a um se despindo até que o ultimo ficou pelado também, o Eliseu. Tal como as regras do jogo, que tinham sido combinadas antes, o ultimo a perder as roupas seria o vencedor e como tal daria um castigo a quem quisesse, que funcionava como um prémio.
Imaginem o que ele decidiu? Voltou-se para a Susana e para a Carla e mandou-as deitarem-se em cima da mesa da sala beijando-se e acariciarem-se. Eu fiquei zonza, nem queria acreditar, pensei logo que elas iriam barafustar e não quisessem, mas para meu espanto fiquei boquiaberta vendo minhas amigas se beijarem e percorrendo o corpo nu uma da outra com caricias e beijos... acho que na hora devo ter corado, sentia um calor enorme na minha face, meus olhos estavam esbugalhados, não sabia o que fazer, minha cabeça dizia-me para me vestir e sair dali, mas minhas pernas não obedeciam e meus olhos não se desviavam nem por um segundo daquela cena inédita, meu Deus, que situação... eu nunca tinha feito a mínima ideia de que as minhas amigas afinal eram lésbicas, fiquei só sabendo naquele momento e porque o Fred que estava ao meu lado me disse. Nem queria acreditar mas confesso que aquele espectáculo me começou a excitar, vendo aquelas duas belas raparigas se esfregando e agora fazendo um belo dum 69, mergulhando suas línguas na racha uma da outra... eu sentia-me vibrar, sentia-me completamente molhadinha, os bicos de meu peito estavam erectos e duros de tesão...
O Eliseu que me tinha estado a observar ordenou-me: - Vai ajudar as meninas, elas estão desejosas de te provar!
Não sei o que se passou comigo naquele momento, mas parecia que tinha uma mola debaixo de mim e num pulo cheguei-me ao pé delas. Não sabia o que fazer, afinal eu nunca tinha estado com uma mulher, tudo aquilo estava a ser novo para mim, estar a transar com duas mulheres e estar sendo observada por 6 machos cheios de tesão.
Elas se encarregaram de mim. Deitaram-me de costas em cima da mesa e começaram a dar-me um banho de língua... como era bom aquilo, elas sabiam exactamente onde eu era mais sensível... a Carla no meio de minhas pernas lambia-me desde o interior das minhas coxas, até ao meu grelinho, percorrendo toda a minha rachinha, enquanto que a Susana chupava-me os biquinhos do peito enquanto me passava os dedos de sua mão pela minha boca que se abria para lhos chupar também. Rapidamente cheguei ao meu primeiro orgasmo que foi brindado com elogios dos observadores, mas elas não me deixavam mais, a Carla já subia por mim acima enquanto que a Susana agora se posicionava na posição anteriormente ocupada pela Carla, começando uma dança fervilhante em toda a minha coninha que estava bem molhadinha e louca de desejo. A Carla aproximou-se de mim, beijando-me o pescoço até que me beijou na boca, enfiando sua língua dentro dela, eu não resisti. De olhos fechados entregava-me por completo aquelas duas deusas do amor que me estavam proporcionando sensações nunca antes experimentadas por mim. A Língua de Carla na minha boca excitou-me por demais, tinha o gosto de minha coninha nela e fizemos a duas um dos maiores linguados que me lembro de Ter feito... até que novo orgasmo aconteceu entre gemidos de prazer, meu corpo contorcia-se de prazer infinito, nem me lembrava já que tinha seis pares de olhos famintos me observando, observando todo aquele deboche... Foi só quando ouvi nova ovação deles que despertei abrindo os olhos e vendo-os já bem perto de mim me rodeando e se preparando também para entrar na festa. Reparei ainda que estavam todos de cacete levantado e bem grandinho. Todos eles eram bem aviados, se bem que nada de descomunal, todos entre os 18 e os 20cm, por 4 a 6 de grossura.
De novo fechei os olhos pois a Susana continuava me chupando o grelinho... foi então que comecei a sentir a presença dos rapazes me rodeando, sentia as suas mãos percorrendo o meu corpo, me apalpando as mamas, as coxas, as pernas... delirei com tudo aquilo, eu estava sendo o centro de todas as atenções.
Sentia uma boca em meu mamilo esquerdo, outra no mamilo direito, outra em minha boca, no meu pescoço, na minha rachinha, estava completamente banhada por bocas e línguas a darem-me um prazer que nunca tinha sentido. Novo orgasmo... aaaahhhh... eu gemia alto, gritava de prazer com minhas contracções... abri os olhos de novo e para meu espanto a Carla e a Susana tinham sido substituídas pelo Eliseu e pelo Fred... elas estavam as duas no sofá trocando caricias e beijos, pois não estavam muito afim de se misturar com os rapazes...
Ali estava eu entregue a meus seis amantes, que de seguida começaram por fazer uma rodinha em que vinha um e enfiava-me o seu cacete na coninha onde ficava estocando durante um minuto, tirando e dando o lugar ao seguinte... enquanto isso eu ia abrindo minha boca e ia fazendo um boquete a outro que ao fim de novo minuto era substituído por outro... isto até todos terem rodado, durante este período de tempo tive mais dois gozos... de seguida o Carlos pegou em mim pôs-me no chão e fiquei de quatro... nova rodinha e enquanto um me fodia a cona por trás, outro oferecia-me o seu caralho que eu avidamente chupava, que delicia... enquanto isto iam-me xingando, chamavam-me nomes, como sua puta vou-te foder essa cona toda, eu adorava isso sentia-me uma autentica putinha na mão daqueles 6 machos. Enquanto decorria aquela rodinha e chegada a vez do Tó, que sabia muito bem meus gostos, pois tinha sido ele que me iniciou no sexo anal, decidiu enfiar o seu cacete no meu cúzinho... deitou um cuspo no meu olhinho e começou a forçar a entrada... doeu um pouco no inicio, mas com geitinho lá enfiou todinho até eu sentir o saco bater-me ma coninha... fechei os olhos e entreguei-me por completo nas mãos, ou melhor, nos cacetes, daqueles machos. Eles continuavam rodando, eu já nem sabia quem estava onde, não sabia quem me fodia só sentia entrar um cacete me fodendo e ser substituído por outro, e por outro e por outro... por vezes faziam uma penetração na vagina, outra no cúzinho... estava uma maravilha, perdi o conto de quantos orgasmos tive... por vezes sentia que estavam gozando dentro de mim, ora na vagina, ora no cúzinho... mas não me interessava quem, só queria era gozar, sentia um volúpia indescritível, os orgasmos sucediam-se a uma tal rapidez que eu nunca pensei que fosse possível... eu tinha há muito uma fantasia que era ser possuída por dois homens ao mesmo tempo, e aquela festinha me estava a proporcionar aquela fantasia em triplicado.
Abri os olhos e o Eliseu que estava deitado no chão ao meu lado mandou-me sentar em cima dele, ficando eu por cima... rapidamente me posicionei e reparei que estava já cheia de porra escorrendo de dentro de mim, pelas minhas coxas, mas ninguém parecia se importar... posicionei o caralho do Carlos na entrada de minha vagina e rapidamente deslizou para dentro de mim... começamos fazendo um movimento conjugado eu e ele, estava uma delicia... o João pôs-se na minha frente e eu gulosamente abri minha boca engolindo aquele cacete bonito e roliço... nisto senti que alguém estava se aproximando por trás de mim, não sabia quem, pois não dava para olhar, mas não importava mais... senti um cacete na entrada de meu cúzinho, e senti um arrepio pela espinha acima, ao adivinhar o que ia acontecer... e aconteceu, pela primeira na vida senti a sensação de uma dupla penetração... aquele cacete me envadia o cúzinho, sentia a pressão dentro de mim, parecia que os dois cacetes que estavam dentro de mim se tocavam... eles faziam uma dança conjugada... em certos momentos metiam e tiravam ao mesmo tempo, depois passado um tempo metia um enquanto o outro tirava... aaaahhhhh... gozei pelo menos umas 3 vezes... enquanto isso tinha sempre o cacete do João na boca... será que isto pode ser considerada uma tripla penetração? Para mim foi...
Eles continuavam... parece que não ia terminar nunca... Até que senti eles gozarem primeiro o Carlos que estava na minha vagina, depois o que estava no meu cúzinho e logo de seguida, o João encheu minha boca de porra que engoli toda, não desperdiçando nem uma gotinha... logo de seguida troca-mos e os outros 3 se posicionaram na mesma posição dos anteriores e tudo se voltou a repetir... de novo gozaram em mim e eu voltei a engolir toda a porra do que estava na minha boca... quando terminaram senti-me pela primeira vez um pouco cansada e pensei que ia ficar por ali, mas enganei-me... é que todos quiseram experimentar a tripla penetração mas fodendo em todos os meus buraquinhos, e assim foi... eu aguentei-me e gozei mais não sei quantas vezes, chegamos a mudar de posição em que em me sentava em cima do cacete de um enterrado no cúzinho e depois de barriga para cima vinha outro e enfiava na vagina, enclinava a cabeça para traz e outro enfiava-me o caralho na boca...
Estava cheia de porra, o cheiro que estava no ar era de sexo puro, suor misturado com porra... estava uma delicia... mas sentia-me muito cansada...
Abandonei-me no chão, prostrada de barriga para cima de braços e pernas abertas, fechei os olhos, tinha um gosto de porra na boca, na garganta, sentia meu cúzinho e vagina latejando, estava completamente arrebentada... e nisto... senti de novo alguém se aproximar, sentia o calor de corpos perto de mim, abri os olhos e vi a Carla e a Susana se aproximando de mim... Elas disseram-me: Relaxa que agora vamos dar-te uma massajem relaxante.
Só que essa massagem foi de língua, lamberam-me o corpo todo limpando toda a porra que escorria de mim... foi um terminar em beleza... uma delícia, ainda gozei mais uma vez, mas desta vez foi mais calmo e relaxante... os rapazes que estavam ainda de pau duro se aproximaram de nós e batendo punheta regaram-nos às 3 com mais seus gozos que nos deixaram todas peganhentas mas felizes.. .Muito felizes...
Foram horas de felicidade, muita felicidade e muito gozo, nunca pensei que conseguisse aguentar o que aguentei, afinal já era de dia o relógio da sala marcava 12.00 horas, tinha-mos estado cerca de 7 horas naquilo.
Deitámo-nos onde calhou e dormimos umas horas, quando acordámos toma-mos banho e vestimo-nos, só que minhas calcinhas tinham desaparecido e tive mesmo de ir embora sem elas, foi o Eliseu que ficou com elas como trofeu do jogo.
Nunca mais vi nenhum deles depois daquele dia pois entretanto mudei de cidade e fui para a faculdade... Será que algum dia se repetirá um festa idêntica? Não sei mas vou deixar rolar e logo se vê. Beijocas e divirtam-se!
publicado por Contos dos Leitores da Atrevida às 01:45
link do post | comentar | favorito

.CONTOS

.pesquisar

 

.Fevereiro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28


.Posts recentes

. A caminho do Hotel

. De regresso a casa

. A Rainha da noite...

. Passagem de Ano a 3

. Leitura em dia

. Uma Estranha no café..

. ...

. Fodi a amiga da minha mul...

. Eu e o Pastor Alemao

. Broche no Trabalho

. Paragem inesquecivel

. Os gemidos do quarto ao L...

. Paragem inesquecivel

. Primos da minha Mulher

. O meu homem a dias

. Ferias nos Açores

. Desejos GAY

. Como eu já tinha contado ...

. O desafio

. EU Mais minha Mulher e Ou...

. Conto erotico de Natal

. Conto erotico de Natal

. O sonho

. A Frincha da Porta eu Ent...

. Amiga Carente

. Uma Mulher ...

. Divinal...com imenso praz...

. Sessao GAY

. Bom Menage

. No Bar onde Trabalhei

.Arquivos

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds