Sexta-feira, 11 de Julho de 2008

Amarga desilusao


Há acontecimentos na nossa vida que nos ficam na memória, uns pela positiva, outros pela negativa. A história que hoje vos vou contar, marcou-me profundamente, só que pela negativa. Espero que seja excepção à regra e sirva um pouco de exemplo, foi a primeira vez que isso me aconteceu e sinceramente espero que tenha sido a última.
Tive durante alguns meses uma amizade colorida com um amigo de longa data, passamos juntos bons momentos de sexo, realmente agradáveis. Depois ele acabou indo trabalhar para fora, continuando a manter contacto comigo. O tempo foi passando e naturalmente tínhamos saudades de estarmos juntos, acabamos por marcar um fim semana, só os dois, para relembrarmos um pouco as nossas maluquices.
Confesso que nessa sexta feira o meu apetite já não era grande, o dia havia sido péssimo e a maneira como as coisas estavam a correr para estarmos juntos não estava a ser a desejada, achei-o muito insistente, estava a pôr a carroça à frente dos bois!
Cheguei lá a casa, cumprimentamo-nos, melhor dizendo ele ia-me devorando logo para começar, sentamo-nos não mais que dois minutos na sala, a fome dele era negra, nunca vi nada assim, eu até aprecio o sexo, mas não é logo chegar e embarcar, não sei se me estou fazendo entender, tudo bem que não estávamos juntos há algum tempo, no entanto aqueles miminhos, beijinhos, conversinhas, carícias são tão boas antes de...
Levou-me para o quarto, despimo-nos, começou logo a percorrer-me com a língua, fez-me um belo minete, sim senhora, estava tudo muito bem, até que eu tenho a lembrança de querer também lhe fazer uma mamada, tamanha desilusão, quando eu chego lá abaixo e sinto que aquilo não está lavado, minimamente higiénico, bem, eu ia mesmo tendo um treco, que cena, mas então este gajo está aqui há horas à minha espera, numa casa com tudo e o desejo de estar comigo é tanto que nem se lembra de lavar a picha, pensei eu.
Tenham dó, se eu já não estava com muita pica, reduziu literalmente, melhor dizendo ficou abaixo de zero, gelei! Não disse nada, queria era mais um buraco para escapar.
Continuamos ali mais um bocado, acabamos por ter relações, sem dúvida muito frias e olhem que eu até sou quentinha, foi o resultado da desilusão, não estava a contar com essa surpresa, nunca imaginei que ele fosse assim, tão desleixado, não parecia mesmo aquele amigo com quem eu passei tão bons momentos.
Éramos para passar o fim de semana inteiro juntos mas dadas as circunstâncias, acabei ficando apenas duas horas.
Conversamos um pouquinho, depois arranjei uma bela desculpa para não ficar com ele e fui embora.
Amigos na mesma, claro que não como antes, nunca comentei nada com ele sobre essa noite e agradeço por dias depois disso ele ter conhecido a rapariga com quem acabou casando, pelo menos assim refez a vida e nunca mais houve oportunidade para visitinhas à amiga.
Evitem cenas deste tipo, devemos ter um mínimo de higiene, isto foi logo acontecer comigo que odeio cheiros, sou muito sensível. Neste caso então estava tudo lá e ele não usou, achei tão nojento, outra coisa que também não gostei e não gosto é o hálito, todos nós temos é verdade, mas pode muito bem ser disfarçado, podemos mascar uma pastilha, por exemplo.
A história não é bonita mas é real, um pouco traumatizante, apesar do tempo ter passado, jamais esqueci e cada vez que recordo aquela noite dá-me ânsias.
Sou principiante nesta coisa dos contos, espero numa próxima contar algo agradável, beijinhos a todos.
publicado por Contos dos Leitores da Atrevida às 16:26
link do post | comentar | favorito

.CONTOS

.pesquisar

 

.Fevereiro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28


.Posts recentes

. A caminho do Hotel

. De regresso a casa

. A Rainha da noite...

. Passagem de Ano a 3

. Leitura em dia

. Uma Estranha no café..

. ...

. Fodi a amiga da minha mul...

. Eu e o Pastor Alemao

. Broche no Trabalho

. Paragem inesquecivel

. Os gemidos do quarto ao L...

. Paragem inesquecivel

. Primos da minha Mulher

. O meu homem a dias

. Ferias nos Açores

. Desejos GAY

. Como eu já tinha contado ...

. O desafio

. EU Mais minha Mulher e Ou...

. Conto erotico de Natal

. Conto erotico de Natal

. O sonho

. A Frincha da Porta eu Ent...

. Amiga Carente

. Uma Mulher ...

. Divinal...com imenso praz...

. Sessao GAY

. Bom Menage

. No Bar onde Trabalhei

.Arquivos

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds