Domingo, 17 de Agosto de 2008

A submissa


Sem ninguem ver, escapo pelas as traseiras eles estao todos na piscina a divertirem-se. Adoro passear logo a seguir ao almoço sozinha na praia ao longe entre as brumas das nuvens eu vejo o topo do castelo ele é lindo, sei que brilha e sempre me intrigou sobre quem vive ali as pessoas como são, as vezes fico sentada na praia a imaginar se serão pessoas famosos as principies, princesas, reis, rainhas.Não tenho direito a ter sonhos fui comprada. Sou escrava de uma familia a eles tenho de tratar como me mandam. Sei que sou pau para todo o serviço. Lavo roupa arrumo e limpo a casa faço o comer, passo a ferro não ganho dinheiro e sirvo a minha família de adopção em qualquer coisa o meu papa diz que tenho sorte e se calhar tenho as vezes passam duas semanas que ninguém me bate mas para evitar isso não cometo deslize algum. O meu Sr. é muito bruto comigo qualquer ordem dele faço-a na hora a minha Sra. ela é mais calma que o meu Sr a quem eu chamo de papa e a ela trato-a por mama mas quando lhe dá a mosca é de fugir.

Suellen é a mais velha das filhas do casal ela consegue ser tão cruel quanto a minha mamã A Fabi é a casula do casal ela adora tudo de bdsm manda vir montes de coisas da net inclusive aqueles estimuladores que me deixam louca para fazer sexo ela é tão má quanto o meu pai. Eles estão na piscina eu sai pelos os fundos pois sei que tenho voltar rápido nem quero pensar se algum me apanha aqui lá se vai a paz. Mas continuo olhando o castelo e mais uma vez me deixo levar pelos os meus sonhos. splat;splat; levo a mão ao rosto abro os olhos assustada e vejo o meu papa. Ele agarra os meus cabelos e me leva de rojo ate casa pelo o caminho vou levando pontapés no rabo assim que ele fecha o portão ele me solta. -Com ordem de quem é que sais daqui? Sua cadela estúpida. -Desculpe Sr. papa vocês estavam todos na piscina e eu pensei... Splat;splat;splat na cara. -Alguém te manda pensar? -Perdão papa. Coloco-me de gatas para ele me bater. Ele não bateu muito apenas gosta de me ver submissa as suas ordens quando chegamos á piscina ele volta para dentro de agua a Sue sai e me chama para acompanha-la abro-lhe a porta e na presença dela e apenas no seu quarto devo estar toda nua sem uma única roupa e devo trata-la por Mestra. -Porque fugis-te cadela? -Não fugi Mestra fui passear. -Cadela como tu não precisa de passear, entendes-te cadela? -Sim Mestra. -Anda vai preparar o meu banho rápido como deve ser.

Saio da sua frente sempre com olhos postos no chão e nunca devo virar-me de costas para ela apresso-me a despachar dantes que seja pior preparo tudo como ela deseja e chamo-a ela esta deitada na sua cama nua de olhos fechados suavemente mexo-lhe na perna e ela abre os olhos cheios de desejo ela caminha para o banho e dou-lhe banho lavo os seus cabelos o seu corpo massajo-a da forma que ela mais gosta. Terminado o seu banho eu limpo-a e os olhos de Sue estão vidrados de desejo coloco-lhe o creme que ela gosta e coloco-lhe fazendo varias massagens depois ela manda-me massajar-lhe as partes intimas do seu corpo assim que lhe separo as pernas vem odor da excitação a sua vagina completamente molhada vou massajando e encosta a minha cara na sua vagina. -Lambe cadela rafeira. Satisfaço a sua ordem pois quando vem a rafeira eu sei que nem devo pestanejar ela atinge um orgasmo estrondoso seu corpo vai dando pequenos saltos de pura excitação volto a casa de banho encho a rastadeira com agua e com agua de rosas lavo-a arrumo tudo abro-lhe a cama e ela deita-se saio como de costume. -Bom descanso Mestra.

Regresso á piscina onde meu pai me ordena que vá buscar cervejas regresso e ponho-me de quatro para que a minha mamã ponha o seus pés em cima de mim sirvo de banco de descanso. Fico ali imóvel vendo-os a divertir na piscina meu pai joga uma bola para o lado oposto de onde eu estava. -Busca cac! Nessas ocasiões sou obrigada a sair a correr sei que vou ter represálias com a minha mamã... mas sei que tenho que ir saio a correr e vou brincando com a bola coloco a bola nas mãos do meu pai ele volta a mandar e como cadela que sou pulo e dou latidos de alegria volto apanhar a bola e vou brincando desafiando é sempre assim coloco a bola nas mãos da minha irmã vou ouvindo a minha mãe chamando-me já irritada e passada por eu ter saído assim a correr eles terminam a brincadeira e com medo regresso para a minha mãe ela já de chicote na mão volto a posição inicial mas desta vez vou sentindo cada vez mais forte as chibatadas no meu rabo e pernas. -Uma, obrigado por me ensinar a não falhar. Duas, obrigado pelo o castigo. Três, bata mais de força para me ensinar o meu lugar... Quinze obrigado pelo o tempo que dedicou a esta sua insignificante de porcaria.

Terminado o castigo a Fabi sai da piscina e manda-me acompanha-la sigo-a entro no quarto dela logo de imediato ponho-me de gatas apenas tenho vestido um pedaço de tecido muito curto que estando de gatas tudo era visível. -Sabes o que comprei para ti putinha? -Não minha Sr.ª dona de mim. -Vês! Um fato completo de criada, não é bonito? -Sim Srªdona do meu corpo. -Agora abre a tua boca sua cadela.

-Cadela a partir de amanha usas o fato de criada comprei 3 não te quero suja nem porca ouviste?
-Sim Sr.ª dona do meu corpo.

Ela tira o fato do saco e aos meus pés cai umas quantas pantyhouse, ela sorri.

-Vês cadela tens sorte deves vestir também é o teu traje agora, não te atrevas a vestir tangas ou cuecas. Entendes-te?
- Sim Sr.ª. entendi. Obrigado por se lembrar de mim Sr.ª dona do meu corpo.

Ela adora colocar na minha boca estimulantes gosta de ver-me excitada e pedir clemência para fazer sexo, gosta e ri das figuras que eu faço.

Na sua presença uso um trapo pequeno que coloco a caminho do quarto dela.

Ela coloca uma colher de café com aquele liquido na minha boca nem pestanejo pois sei que pode ser pior uma das vezes que reclamei ela colocou na minha boca 2 colheres de sopa cheia de estimulante de gotas hot sexy gril andei quase 4 dias louca de tesão por isso nunca mais reclamei sei que ela gosta de me ver a esfregar em qualquer coisa,como cadela que sou por isso sempre uma vez por semana que passo por isso por o normal é entre a sexta feira e o domingo.

Depois de colocar as gotas na minha boca puras vou de gatas até a casa de banho encho a sua banheira coloco pétalas de rosa no banho assim como sais e banho de rosa e lavanda a agua do seu banho é ligeiramente mais quente do que a da Sue e nunca me devo enganar acendo os incensos as velas enquanto ela se despe assim que esta tudo pronto devo rastejar até aos seus pés e avisa-la que o seu banho está pronto.

Enquanto ela relaxa eu arrumo a sua roupa preparo o seu creme para lhe colocar assim que ela sai do banho assim como a musica de Chopin sei que ela não gosta mas mada-me colocar para eu saber que vou ser submetida a certos caprichos dela dos quais alguns vou sofrer.

Ela termina o seu relaxamento e toca a sino devagar três vezes devo me apressar a ir ao terceiro toque já devo estar na sua presença, dou-lhe o banho faço uma mascara ao seu cabelo neste momento já estou bem excitada não contente com o meu estado coloca aquele perfume perto do meu nariz tudo para ajudar a ficar mais louca por sexo.

Terminado o seu banho ela levanta-se é uma musa de corpo.

Como todos nos sabemos a Internet esta a um passo de qualquer um basta querer a Fabi é esperta inteligente ela adora vaguear na net perde imenso tempo não há muito tempo a Fabi me surpreendeu com um pequeno talismã ele tem um poder incrível sobre mim diz que o mandou fazer com esse propósito num desses sites todos estúpidos basta coloca-lo na minha frente e não me deixar desviar o olhar parece que fico hipnotizada talvez seja esta a palavra certa definitivamente fico a seus pés quando ela o usa obriga-me a olha-lo uns 5 a 10 minutos é o suficiente faço tudo o que ela deseja nem que seja fazer de galinha por norma só o usa quando vou com ela passar um fim de semana ou quando sabe que vamos estar sozinhas o dia todo aí ela abusa dele.

Terminado o seu banho limpo-a e ela deita-se na cama passo o seu body–lotian after sun, os calores que tenho são demais a minha vagina pulsa como doida ela sabe e passa a mão pela a minha vagina eu fico quieta esperando que ela me deixe satisfazer mas não sou surpreendida por uma valente palmada na cara.

-Perdão Sr.ª dona do meu corpo.
-Cadela, ordinária, puta quem te mandou ficar quieta?
-Perdão.

Agarrou no cinto e começou a bater-me em todo o lado obrigando-me a contar.

-Uma; Duas; Três; …Dez obrigado por me ensinar Sr.ª dona do meu corpo.

Danada mandou para o chão um penis enorme.

-Como cadela que és anda esfrega-te só serves para isso sua estúpida.

Ela ri atinjo o orgasmo em pouco tempo e depois de arrumar tudo ela senta-se na sua secretaria.

-Sabes vou procurar um estimulante mais poderoso ainda, quero ver-te pior quero te ver a suplicares por sexo cadela estúpida e uma maquinas de sexo poderosa também quero comprar um cinto de castidade e um espéculo Anal e vaginal e mais coisas e alguns vibradores de controle a longo distancia alem de umas palmatórias. Vamos nos divertir cadela. Fora sai daqui.

Regresso a piscina onde o sol já ameaça beijar agua.

Terminado o castigo regresso a piscina onde o sol já ameaça beijar agua.
-Anda cadela vai fazer o jantar, pois já está a ficar tarde.
-Sim Sr.ª mamã onde jantam? Aqui ou na sala?
-Aqui na piscina anda mexe-te que eu o teu pai queremos ir tomar um banho.

publicado por Contos dos Leitores da Atrevida às 17:54
link do post | comentar | favorito
1 comentário:
De Anónimo a 17 de Agosto de 2008 às 23:18
Ui essa estoria ta brutal, nao keres adicionar-me para nos conhecermos joaosaraiva_70@hotmail.com


Comentar post

.CONTOS

.pesquisar

 

.Fevereiro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28


.Posts recentes

. A caminho do Hotel

. De regresso a casa

. A Rainha da noite...

. Passagem de Ano a 3

. Leitura em dia

. Uma Estranha no café..

. ...

. Fodi a amiga da minha mul...

. Eu e o Pastor Alemao

. Broche no Trabalho

. Paragem inesquecivel

. Os gemidos do quarto ao L...

. Paragem inesquecivel

. Primos da minha Mulher

. O meu homem a dias

. Ferias nos Açores

. Desejos GAY

. Como eu já tinha contado ...

. O desafio

. EU Mais minha Mulher e Ou...

. Conto erotico de Natal

. Conto erotico de Natal

. O sonho

. A Frincha da Porta eu Ent...

. Amiga Carente

. Uma Mulher ...

. Divinal...com imenso praz...

. Sessao GAY

. Bom Menage

. No Bar onde Trabalhei

.Arquivos

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds