Sábado, 26 de Abril de 2008

Comida por estranho


Vou contar a minha foda mais rápida que dei com um homem. Certo dia , tive de ir marcar uma consulta para a minha mãe num médico que tem o seu consultório para os lados do Areiro em Lisboa. Entrei no prédio, subi de elevador até ao 7º andar onde fica o consultório e fui marcar a
consulta. Enquanto marcava a consulta com a recepcionista senti que alguém me despia com os olhos. Tratava-se de um homem com idade por volta dos quarenta anos, com muita apresentação e cheio de charme. Nos poucos minutos em que estive naquela sala trocamos uns simples olhares porque passado algum tempo já eu me encontrava à porta do elevador. Enquanto esperava que o elevador chegasse senti a meu lado o meu admirador, perguntar se não me importava que ele fosse no meu elevador. Respondi que não e entramos os dois. Entrei primeiro, pois foi muito cavalheiro ao abrir-me a porta e perguntou para que numero ia. Respondi que ia sair e quando o elevador começou a andar sinto a sua mão no meu traseiro. Não digo nada, mas pelo contrario empurrei o meu rabo contra a sua mão. Entretanto tínhamos chegado ao nosso destino. Quando me preparava para sair, pergunta-me se não quero subir outra vez. Respondi ,porque não. Picou novamente o elevador para o sétimo e este arrancou e quando este ia entre o terceiro e o quarto aperta o botão de stop. O elevador pára entre os dois andares. Começa por me beijar e vai passando as mãos pelo meu rabo. Puxa-me a saia para cima e baixa-me as cuecas. Fico com as cuecas numa só perna e ele manda-me virar de costas e abrir as pernas. Assim faço e ao mesmo tempo tento apalpar o seu caralho que se encontrava dentro das calças mas que já apresentava um grande volume. Entretanto ele tenta afastar as minhas nádegas e começou a massajar a minha coninha que se encontrava bastante húmida. Pela minha parte fui-lhe desapertando as calças e tirei o seu caralho para fora. Passado alguns segundos , já eu sentia aquela arma a entrar por mim a dentro e começou num vai vem frenético e passado pouco tempo sinto a sua esporra quente , que faz com que eu atinja um orgasmo pleno de prazer. Ainda ofegantes retira-se de dentro da minha cona e começa a vestir as calças. Eu faço o mesmo com as minhas cuecas pois começava a sentir a esporra a correr pelas pernas. Quando já estávamos recompostos, coloca o elevador novamente a andar em direcção ao sétimo andar e quando este pára despede-se de mim com um beijo dizendo-me obrigado pela bela foda que tinha dado. Respondi que tinha sido com todo o prazer. Voltei a picar o elevador para o zero e até hoje nunca mais o voltei a ver. Já voltei várias vezes, ao mesmo consultório mas nunca mais tive o prazer de encontrar aquele belo cavalheiro que me levou às nuvens durante uns minutos. Sim, uns minutos , porque esta bela foda não demorou mais que uns 15 minutos. A sensação de ter sido fodida por um estranho não me saiu da cabeça durante uns tempos e nesse mesmo dia a minha viagem para casa foi também bastante molhada porque sentia ainda o esperma dele escorrer pelas paredes da minha vagina até às minhas cuecas. Quando cheguei a casa não me contive e tive que me masturbar e tentei ainda provar a esporra que se tinha entranhado no tecido das cuecas as quais emanavam um perfume delicioso. Espero que tenham gostado. Contem-me as vossas aventuras.
publicado por Contos dos Leitores da Atrevida às 22:45
link do post | comentar | favorito

.CONTOS

.pesquisar

 

.Fevereiro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28


.Posts recentes

. A caminho do Hotel

. De regresso a casa

. A Rainha da noite...

. Passagem de Ano a 3

. Leitura em dia

. Uma Estranha no café..

. ...

. Fodi a amiga da minha mul...

. Eu e o Pastor Alemao

. Broche no Trabalho

. Paragem inesquecivel

. Os gemidos do quarto ao L...

. Paragem inesquecivel

. Primos da minha Mulher

. O meu homem a dias

. Ferias nos Açores

. Desejos GAY

. Como eu já tinha contado ...

. O desafio

. EU Mais minha Mulher e Ou...

. Conto erotico de Natal

. Conto erotico de Natal

. O sonho

. A Frincha da Porta eu Ent...

. Amiga Carente

. Uma Mulher ...

. Divinal...com imenso praz...

. Sessao GAY

. Bom Menage

. No Bar onde Trabalhei

.Arquivos

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds